fevereiro 13, 2011

Só os idiotas querem ser radicais




"Num mundo em que a cultura pop incorpora a própria noção de risco e a manipula e encena para fins comerciais, "Só Os Idiotas Querem Ser Radicais" pretende subverter essa lógica com a encenação de uma imagem pop, jovem e bela, e fazer do risco não um objecto de consumo de luxo, mas um objecto que se torne essencial para o nosso fundo de comércio filosófico. " 

"Em “Só os idiotas querem ser radicais” o trabalho de desconstrução da imagem é, por isso mesmo, fulcral, assim como a constatação segunda a qual estamos vindo a assistir, há já algumas décadas, à morte lenta dos intelectuais e das teorias constitutivas de devires sociais e artísticos possíveis, morte provocada pela asfixia de uma contemporaneidade que abandonou e abandona (cada vez mais) a formação intelectual e o domínio do pensamento dos valores fundamentais, para aquela se virar para um mundo totalmente simulacral, onde uma peça de roupa da Zara vale mais que um livro de Saramago, onde uma cara bonita tem mais peso que um largo currículo, quer seja num escritório de advogados, quer seja num teatro nacional. Haverá rebelião perante a pobreza do nosso Zeitgeist? " 

Teatro Académico de Gil Vicente 
Terça, 15 de Fev. » 21h30 
Quarta, 16 de Fev. » 21h30 

[ Colectivo 84 ]

Sem comentários: